Por que acompanhar de perto a gestão financeira de seu negócio?

“O olho do dono é que engorda o gado”. Por mais clichê que essa expressão possa ser, carrega uma verdade imutável. A gestão do negócio é fundamental. E sob o aspecto financeiro, sobretudo em momentos de recuperação econômica, isso se faz mandatório. Muitos empresários, porém, ainda negligenciam essa função. Entender que o resultado da empresa, especialmente as que são de pequeno porte, passa por esse olhar clínico é essencial para compreender o que de fato garante o sucesso.

Quando falamos em aspectos financeiros, estamos nos referindo ao panorama completo da operação. Ou seja, indicadores como fluxo de caixa, contas a pagar e a receber, ticket médio de vendas, margem de contribuição, formação de preço, administração das vendas realizadas por cartão de crédito e de débito e visualização e projeção da receita a partir da análise correta do Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE). Somente com esse entendimento o empresário saberá qual caminho traçar para otimizar algum aspecto da gestão.

De modo a entender a importância de se fazer isso, listo abaixo alguns motivos para acompanhar de perto a gestão financeira do seu negócio.

Identificar falhas nas receitas/despesas

Espinha dorsal na gestão de qualquer negócio, fazer uma boa administração das receitas e das despesas é importante para identificar possíveis falhas, e assim corrigi-las. Independente das particularidades, é especialmente importante ter em mente que a divergência entre vencimento de compromissos financeiros e a geração recorrente de caixa pode gerar um descasamento, prejudicando a saúde financeira da sua empresa. Lembrando que a falta de Capital de Giro é uma das maiores causas do fechamento das empresas no Brasil.

Gerenciar custos

Em momentos de alto volume de receitas, pode-se perde controle com os custos realizados. Muitos empresários aproveitam o momento para utilizar os recursos financeiros de forma indiscriminada, com reinvestimentos e novas alocações, como contratações de novos funcionários ou fechamento de parcerias comerciais, gastos com reformas desnecessárias, aumento excessivo de pró-labore, aumento do estoque sem necessidade. É importante que o empresário fique de olhos abertos para esse cenário, promovendo processos e políticas mais estruturadas, de forma a otimizar essa gestão e que todos os seus movimentos sejam calculados e planejados.

Gestão micro, sem esquecer o macro

Por mais que as particularidades da empresa pressupõem características muito próprias, o empresário precisa ter ciência que ele não vive dentro de uma bolha. Os fundamentos macroeconômicos impactam diretamente a gestão do seu negócio, e suas próprias decisões. É importante ficar de olho em indicadores antecedentes da economia, além dos tradicionais índices como o de inflação, de taxa de câmbio e de juros, de nível de desemprego, entre outros. Esse acompanhamento deve ser diário. Essas informações podem ser fundamentais para determinadas tomadas de decisões. E são bases para o planejamento estratégico de sua empresa.

Prevenção de fraudes e perdas

Para empresas que atuam com meios de pagamentos, como cartão de crédito, é essencial ficar de olho nessas operações para evitar dor de cabeça. Os processos de captura, autorização, provisionamento e liquidação financeira dos recebíveis de cartões são complexos e contam com a integração de diferentes tecnologias, que envolvem adquirentes, bandeiras, emissores e bancos. Ou seja, um ecossistema extremamente profundo. A falta de um processo bem estruturado de conciliação de vendas pode ocasionar em perdas de milhares de reais.

É preciso, portanto, que a gestão financeira esteja alinhada ao processo organizacional. Sem ela, a empresa se expõe a riscos econômicos, como o de não obter (ou preservar) o capital de giro necessário para as operações do negócio, elevar o comprometimento com dívidas, entre outros.

Vale observar que as etapas do processo organizacional também devem estar presentes na organização do departamento responsável pela gestão financeira. Isto é, planejamento, direção, comunicação, controle e avaliação precisam ser pensados para cada setor.

Lembre-se: a gestão financeira é uma engrenagem de sustentação da empresa e, por isso, precisa ser constantemente aprimorada.

Quer falar com um Especialista? Preeencha o Formulário!
Qual a melhor forma de contato?
Whatsapp
E-mail
Telefone
Categorias

Não saia ainda!

Se acaso ficou alguma dúvida fale com nosso time, sem compromisso!

Formulário Recebido

Em Breve Entraremos Em Contato!

Se preferir contate-nos pelo WhatsApp, clicando no Botão Ao Lado!